Resumo do Livro: Cidade de Deus

Capa Cidade de Deus

“Cidade de Deus” é uma obra de Paulo Lins que foi elaborada entre os anos de 1986 a 1993, após um grande estudo antropológico feito pelo autor. Morador da comunidade que dá nome ao livro, Paulo Lins é conhecedor e participante da realidade do recém-criado bairro, e através da narrativa, relata os acontecimentos, não apenas de forma literal, mas também realizando um trabalho documental e histórico. “Cidade de Deus” é um dos mais elogiados trabalhos dos últimos tempos, que resultou em um premiadíssimo filme e série de tevê.

 

O livro narra a história do conjunto habitacional recém – criado, Cidade de Deus, que se desenvolve de maneira desordenada, em meio à violência e ao tráfico de drogas. Dividida em capítulos, a narrativa se inicia com uma conversa entre dois da comunidade, Barbantinho e Busca Pé. No entanto, apesar de jovem, o bairro já demonstra índices de assaltos e mortes efetuados por moradores traficantes. A violência e a criminalidade são parte integrante da rotina da comunidade.

 

Ainda no primeiro capítulo do livro, é narrada a disputa pelo poder na comunidade. São diversos assaltos e conflitos que marcam a luta pelo domínio de território, como por exemplo, o caminhão do gás é disputado para o roubo entre a dupla formada por  Inferninho e Tutuca, e o grupo de Pelé e Pará.

 

Inferninho se interessa por Berenice, arruma uma casa e se muda com ela para lá. Um dia, após ser entregue para a polícia por Francisco, Inferninho assassina o morador da Cidade de Deus por vingança e, após cometer o crime, é perseguido pelo policial Cabeça de Nós Todos, que ficou com raiva, já que a vítima era um trabalhador. Inho, Inferninho, Pelé e Pará assaltam um hotel, um ônibus, e os crimes continuam a serem frequentes. Belzebu, intrigado com tantos crimes na comunidade, persegue Inferninho e o mata.

 

Inho passa a se chamar Miúdo. Pardalzinho administrava de maneira satisfatória uma boca de fumo dos blocos, mas em uma briga com rivais, levou duas facadas e foi hospitalizado. Pardalzinho casa-se com Mosca e muda o visual; compra roupas novas, novos assessórios. Entretanto, acaba sendo preso. Após ter sua liberdade, junta-se novamente a Miúdo. Seu amigo era muito mais violento e queria matar Batucatu, o que Pardalzinho era contra. Assim, deram-lhe apenas uma lição através de uma surra. Entretanto, por vingança, Batucatu tenta acertar um tiro em Miúdo, que acaba acertando Pardalzinho, que morre.

 

Há uma guerra entre bandidos, descrita já no terceiro capítulo (os capítulos são longos); trata-se de um conflito entre o bando de Zé Miúdo e Zé Bonito. O conflito tem início após Zé Miúdo estuprar a namorada de Zé Bonito. Zé Bonito luta por vingança. São tiros e assassinatos à luz do dia. Miúdo e Bonito morrem nas mãos dos policiais.