Resumo do Livro: Millennium Os Homens Que Não Amavam as Mulheres

Capa do Livro Millennium Os Homens Que Não Amavam as Mulheres

O romance sueco “Millennium” foi escrito pelo autor Stieg Larsson, publicado o Brasil em 2008 pela editora Companhia das Letras. O romance tornou-se um sucesso mundial tendo sido  adaptado para o cinema já por duas vezes. Stieg morreu de enfarto fulminante aos cinquenta anos, pouco depois de entregar aos seus editores a trilogia do livro Millennium. Stieg não teve o prazer de ver o grande sucesso de sua obra.

 

Stieg, que foi jornalista, ativista, trabalhou por décadas na destacada agência de notícias TI. Esteve ainda à frente da revista EXPO, fundada por ele. Stieg não temia em denunciar organizações criminosas, neofacistas e racistas. Por conta de sua forte atuação, foi largamente perseguido, curioso é que um de seus personagens na trilogia Mikael Blomkvist é igualmente moral e luta pelos diretos sem temer que haja risco à própria vida.

 

No livro que abre a trilogia – Os homens que não amavam as mulheres, o personagem central, Mikael Blomkvist acaba de fazer uma grande denúncia de corrupção, no entanto, não consegue todos os documentos necessários para provar o grande esquema de desvio de dinheiro público. Hans- Erik Wennrström, o investigado acaba processando Blomkvist por calúnia, injúria e difamação. Blomkivist perde, e acaba tende que pagar uma multa e ainda ficará preso por três meses.

 

Há um corte na narrativa, já que Blomkvist, que é sócio fundador da revista Millennium decide se afastar da revista e assumir um trabalho de pesquisa e investigação sobre um desaparecimento de uma mulher, 30 anos atrás. Embora acredite que não haja como decifrar o mistério, já que todos os recursos investigativos haviam sendo esgotados, ele acaba aceitando o caso para sair de cena.

 

]Então, Mikael passa a investigar o caso Hariet, um jovem que desapareceu aos 17 anos. Ele irá contar com a ajuda da  hacker, Lisbet Salander, que será a grande protagonista da trama. Embora no primeiro livro Lisbet não seja o centro da trama, os dois próximos livros estarão totalmente centrados na vida de Salander.

 

Durante as investigações que inicialmente pareciam perdidas, Mikael acaba descobrindo que Hariet não somente pode estar viva, como também há diversos outros mistérios que envolvem a sua suposta morte. O sumiço de Hariet está diretamente ligado a uma série de assassinatos de outras mulheres, vítimas de tortura, violência sexual, e muitos maus tratos.

 

É então que Mikael passa a ser misteriosamente perseguido. Ele descobre o autor de diversos assassinatos com a ajuda de Salander, e para a surpresa, descobre que Hariet está viva.