Resumo do Livro: O Chinês Americano

Capa do Livro O Chinês Americano

O livro juvenil “O chinês americano”, de Gene Luen Yang, é uma narrativa em quadrinhos que foi o primeiro álbum de quadrinhos a ser indicado ao Nacional Book Award, um dos mais prestigiosos prêmios literários do mundo. Publicado no Brasil pela Companhia das Letras, é uma narrativa muito divertida e que trata de alguns temas muito importantes como os preconceitos estabelecidos a respeito de pessoas de culturas diferentes.

 

Narrando três histórias paralelas, O chinês Americano conta primeiramente a história de um jovem imigrante chinês que ao chegar aos Estados Unidos sente o peso de pertencer a uma cultura oriental. Ele tenta a todo o custo se adaptar à nova realidade, no entanto, é rejeitado pelos colegas ocidentais, o jovem Jin Wang, recebe dos colegas apenas apelidos pejorativos como o de “chinês”. E não é apenas isto. O jovem ainda tem de driblar todas as provocações, o isolamento e à ignorância generalizada quanto à cultura de seu país.

 

De repente, o jovem  Jin Wang se apaixona por uma colega de classe, e para ter a atenção da garota, precisa mudar de postura e enfrentar as situações mais adversas. Quando Jin acredita que terá sucesso em sua empreita, recebe a notícia de que um primo chinês, que possui todos os estereótipos negativos irá visitá-lo em breve. Chin-Kee, o primo inconveniente, é motivo de constrangimento para Danny. Ao fim de cada temporada que o primo passa em sua companhia, Danny é obrigado a mudar de escola, pois a vergonha e as trapalhadas que o primo lhe causa são irreversíveis.

 

Mas, para amarrar estas duas histórias, que vão sendo contadas entrelaçadamente – que é a grande sacada do autor – o narrador segue tecendo ainda uma outra história: a lenda do rei macaco. O rei macaco, por não usar sapatos, não foi convidado para a grande festa dos deuses. Ele ainda insiste, por ser teimoso e lá aparece. Como seu nome não estava na lista, e ele é impedido de participar das festividades, ele acaba arrumando a maior confusão. Em castigo por ter desafiado o Deus maior, ele é punido e entra em longa penitência.

 

Acontece que o rei macaco decide renegar a própria natureza e tornar-se um homem. Para isto, ele ganha uma nova roupagem e é nesse momento que as três histórias irão se entrelaçar de forma muito brilhante e original, já que o rei macaco  é o próprio Chin-Kee e, Jin seu filho que veio também aprender a lidar com as diferenças na terra dos homens.