Resumo do Livro: São Marcos e a Volta do Marido Pródigo

Capa do Livro Sagarana

Publicado em 1946, por Guimarães Rosa, o livro Sagarana é uma seleção de contos fantásticos baseados no regionalismo brasileiro. O livro é composto por nove contos, sendo que alguns deles são regularmente pedidos em exames vestibulares nas universidades do país. Além disso, o ENEM já costuma cobrar as escrituras de Guimarães Rosa, uma vez que ele é autor de obras universais.

 

Em São Marcos, o narrador nos conta a história de Izé, ou José, que no caso é ele mesmo, De acordo com Izé, o causo teria se passado, quando ele ainda não acreditava em feitiços. Certa manhã, Izé saiu para uma caçada e passou em frente a casa de João Mangolô, criador de porcos que tinha fama de feiticeiro, e lhe dirigiu alguns de seus xingos habituais, e seguiu seu caminho.

 

Publicidade:

Izé parou em frente a um bambuzal e por brincadeira decidira responder a uns versos que aprendera, iniciando uma disputa poética com o desconhecido, a quem chamava de “Quem Será”. Naquela manhã, passou pelo lugar, deixou mais alguns versos e continuou. Izé parou para descansar e de repente ficou cego. Rezou a oração de São Marcos, uma invocação ao demônio. Tão logo isto aconteceu,  suspeitou que sua situação se devia a algum feitiço de João Mangolô. Com dificuldade, chegou até a casa do negro. Preparava-se para esganá-lo, quando recobrou a visão. João tinha nas mãos um retrato, cujos olhos havia tampado.

 

Já em “A volta do marido pródigo”, o mulato Lalino Salãthiel distrai os companheiros questão trabalhando em uma construção de estrada de rodagem no interior do país com várias histórias vivenciadas por ele no Rio de Janeiro. A maioria das histórias, porém eram inventadas. Um dia, no entanto, ele resolver fazer dessas histórias, narrativas verdadeiras. É então que ele resolve aproveitar o interesse que um sujeito tinha em sua mulher, Maria Rita, e insinua ao sujeito que eles estariam de mudança para o Rio. Ramiro então acaba financiando a viagem dele ao Rio de Janeiro, e Maria Rita, que já estava há mais de um mês longe do marido, acaba cedendo aos encantos de Ramiro.

 

Quando o dinheiro acaba Lalino, arrependido, seis meses depois de sua partida, decide voltar à sua cidade e para a sua esposa. Entretanto, Ramiro faz-se lembrar do compromisso que os dois assumiram. Então Lalino acaba aceitando trabalhar na campanha do Major, que ganha as eleições e expulsa os espanhóis da região. Ramiro então tem de ir embora. Lalino vê a oportunidade  de reconquistar sua amada Maria Rita.

Related posts: